Autenticação
No Mês passado Julho 2022 No Mês próximo
2a 3a 4a 5a 6a S D
week 26 1 2 3
week 27 4 5 6 7 8 9 10
week 28 11 12 13 14 15 16 17
week 29 18 19 20 21 22 23 24
week 30 25 26 27 28 29 30 31

2020-03-18 casa mortuaria

 

A União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos, tendo em conta a atual situação em relação à pandemia do novo Coronavírus – COVID 19, decidiu, hoje, segunda-feira, dia 16, reforçar as suas medidas de prevenção e decretou diminuir o horário de atendimento ao público, que será efetuado entre as 09:00 horas e as 12:30 horas, e com regras obrigatórias, como entrar uma pessoa de cada vez nos serviços, desinfetar as mãos, respeitar uma distância de 2 metros para o funcionário, entre outras. Apela-se, deste modo, aos munícipes que só se desloquem a estes serviços se tiverem assuntos muito urgentes ou inadiáveis e que privilegiem os contatos da freguesia, através do 284 602 404 ou do email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .
Tal decisão surge no âmbito do acompanhamento permanente que esta autarquia está a fazer e que visa a adoção de boas práticas que contribuam para o controlo da propagação do vírus.

UFARM

Actualizado em (Quarta, 18 Março 2020 12:04)

 

Privilegiar o uso dos canais digitais e telefónicos

2020-03-16 COVID

Actualizado em (Segunda, 16 Março 2020 14:05)

 

2020-02-03 quadro formacao

 

 


SECÇÃO DE PROTEÇÃO DA NATUREZA E DO AMBIENTE DA GNR

A obrigatoriedade de manutenção das faixas de gestão de combustíveis constitui uma das medidas preventivas previstas no Decreto-Lei nº 124/2006, de 28 de junho, na sua atual redação, com o objetivo de reduzir o número de incêndios florestais.

A falta de manutenção das faixas de gestão de combustível (limpeza dos terrenos) constitui uma infração do foro contraordenacional e os seus responsáveis incorrem em coimas de 280 € a 10.000 €, no caso de pessoa singular, e de 1600 € a 120.000 €, para pessoas coletivas.

A prática mais comum da gestão de combustíveis consiste na limpeza dos terrenos, através do corte e remoção da biomassa vegetal neles existentes. Uma correta e oportuna gestão de combustíveis constitui um elemento essencial para a minimização do risco de incêndio.

Com as últimas alterações ao Decreto-Lei n.º 124/2006, de 28 de junho, introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 14/2019, de 21 de janeiro, a realização de Queima de matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração nos espaços rurais, durante o período crítico ou quando o índice de risco de incêndio seja de níveis muito elevado ou máximo, passou a ser possível, mediante autorização da autarquia local, devendo esta definir o acompanhamento necessário para a sua concretização. Fora do período crítico e quando o índice de risco de incêndio não seja de níveis muito elevado ou máximo, a realização das referidas queimas está sujeita a comunicação prévia à autarquia local.

A prevenção aos incêndios florestais deve ser praticada de forma atempada e inteligente.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) tem vindo a exercer um enorme esforço na realização de ações de sensibilização junto da população, com o intuito de promover e fomentar boas práticas agrícolas e acima de tudo transmitir uma mensagem de dever cívico na prevenção generalizada aos incêndios florestais, partindo da premissa que a floresta é de todos e que a todos cabe preservar e proteger.

Para cumprimento deste desiderato, a GNR levará a cabo diversas ações de sensibilização.

Desta forma, informamos que estão previstas as ações constantes no quadro acima, para o período de 03FEV20 a 09FEV20

Actualizado em (Terça, 04 Fevereiro 2020 09:39)

 

2019 12 25 Boas Festas

 
Contador Visitas
mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1811
mod_vvisit_counterOntem3714
mod_vvisit_counterEsta Semana7056
mod_vvisit_counterEste Mês9900

Hoje: Jul 05, 2022
Temos 182 visitantes em linha