No Mês passado Decembro 2017 No Mês próximo
2a 3a 4a 5a 6a S D
week 48 1 2 3
week 49 4 5 6 7 8 9 10
week 50 11 12 13 14 15 16 17
week 51 18 19 20 21 22 23 24
week 52 25 26 27 28 29 30 31
Newsletter

Questões relacionadas com a Economia e Emprego


Desde a antiguidade mais distante aos tempos historicamente mais recentes e até aos nossos dias, a actividade que mais marcou a vida económica cultural e social de Aljustrel foi a indústria extractiva. Sendo que nos dias de hoje com a extracção novamente em curso nas Minas de Aljustrel, somando o número daqueles que aí trabalham aos que trabalham na mina de Neves/Corvo, o sector mineiro continua a ser um dos principal empregadores das pessoas da freguesia de Aljustrel.
No entanto, o conjunto das actividades ligadas ao comércio e serviços, à construção civil, à carpintaria, à serralharia, às artes gráficas, ao serviço automóvel, à fabricação de explosivos civis, entre outras, tem vindo a assumir importância cada vez mais dominante na economia local.
Aljustrel conta com um conjunto de infra-estruturas, de equipamentos e de mecanismos de apoio ao desenvolvimento económico, que lhe confere vantagens comparativas no plano sub-regional. Designadamente um Pólo Industrial, um Centro Municipal de Acolhimento de Micro Empresas, um Parque de Exposições e Feiras, um Fundo Financeiro de Apoio às pequenas empresas, um Centro de Formação Profissional e um Plano Estratégico de Desenvolvimento.
Porém, no plano do concelho, Aljustrel continua a ser um município essencialmente agrícola onde, em grande parte, ainda se pratica a cultura de cereais em regime extensivo. Contudo, neste sector de actividade, merece destaque particular a agricultura de regadio praticada no perímetro do Roxo, com produções de hortícolas e horto-industriais, especialmente tomate, mas também milho, oleaginosas e leguminosas. Futuramente, e com o alargamento do perímetro de rega, com a chegada ao Roxo da água de Alqueva, este potencial será fortemente ampliado, sendo que é também uma grande fonte de dinamização da nossa Freguesia. Por outro lado, assiste-se à renovação e expansão da área de olival.
Em termos de potencialidades registe-se, por fim, que são ainda consideráveis, entre outras, as que se prendem com o turismo rural, ambiental e cultural, especialmente o património resultante da história mineira, de que já existem projectos em curso para a sua valorização na óptica da sua potenciação turística.

 

 

PÓLO INDUSTRIAL DE ALJUSTREL

Aljustrel é hoje um concelho que, no quadro regional, apresenta vantagens comparativas que constituem boas oportunidades a quem procure rentabilizar os seus investimentos, quer pela sua localização estratégica relativamente à costa alentejana, ao Algarve, a área metropolitana de Lisboa, à Espanha; quer pela qualidade das suas infra-estruturas de base e dos seus equipamentos culturais, desportivos, de lazer e de apoio ao desenvolvimento económico ou quer pela sua abundante mão-de-obra qualificada e cultura industrial.
Aqui encontrará, seguramente, as melhores con-dições de acolhimento para o seu projecto empresarial.

LOCALIZAÇÃO E ACESSIBILIDADES
A Zona Industrial de Aljustrel, situa-se a Sueste da vila e pode acolher até 36 lotes, agrupados em 3 classes, em função da área de acessibilidade.
Localiza-se a 35 Km do futuro aeroporto de Beja, tem ligação ferroviária directa ao Porto de Setúbal, além do ramal de carga (via larga) do Carregueiro e está a sete quilómetros da A2.

O preço do terreno é bastante abaixo dos normalmente praticados e podem, também, ser negociadas facilidades de pagamento. Por outro lado, este valor pode ainda ser alterado em função da repercussão socioeconómica do empreendimento. Além disso, a autarquia isenta todas as empresas que aqui se queiram instalar, do pagamento das taxas aplicáveis.

REGULAMENTOS
- Resolução Conselho de Ministros n.º 35/2000 de 19 de Maio
- Regulamento de venda de lotes Zona Industrial

SERVIÇOS DISPONÍVEIS
1. CMAME – Centro Municipal de Acolhimento a Micro Empresas que dispõe de todos os meios técnicos e materiais destinadas à instalação de Pequenas e Médias Empresas.
O CMAME é destinado preferencialmente a induzir um primeiro impulso à criação de novas empresas que visem um nível de actividade de escala superior. Dispondo de salas e pavilhões para incubação de micro empresas industriais e de serviços, bem como uma área de serviços comuns (recepção, centro de documentação e informação, serviço de reprografia, salas de formação, salas privativas de reuniões e bar.

2. FAME – Fundo de Apoio às Micro Empresas
Fundo destinado ao financiamento em condições incentivadoras de pequenos projectos de investimento nas áreas da indústria, do comércio, do turismo ou dos serviços.

CARACTERÍSTICAS GENÉRICAS
Área (unidade m2)
Total 96.209

Para uso de indústria e serviços | 54.934

Verde | 13.481

Equipamentos | 4.706

Dimensão dos lotes
Máximo | 2.850
Mínimo | 534

Total de Lotes | 36

Enquadramento
Indústria Ligeira | Sim
Indústria pesada | Não

Infra-estruturas
-Rede de águas e esgotos
-Rede eléctrica
-ETAR
-Arruamentos, estacionamentos e passeios

 

PEDAL
Plano Estratégico de Desenvolvimento do Concelho de Aljustrel

Este plano tem como objectivo central a definição de um quadro coerente de linhas estratégicas orientadoras do desenvolvimento concelhio, a prosseguir por entidades públicas (locais e regionais) e por entidades privadas instaladas no território municipal, com vista a ultrapassar, tanto quanto a escala municipal de intervenção o permite, as dificuldades com que a economia e a sociedade local se defronta bem como explorar as potencialidades que o território concelhio dispõe.

Assim, o Plano traça os seguintes objectivos estratégicos de desenvolvimento: diversificar a base económica e desenvolver o tecido empresarial local; qualificar e desenvolver as condições urbanas, ambientais e sociais; reforçar a base institucional de apoio ao desenvolvimento.

Para a concretização destes objectivos foi elaborado um Programa de Intervenção composto por um total de 36 projectos, estando 12 classificados como «Projectos Estratégicos Fundamentais», devido à sua natureza potencialmente estruturante e mobilizadora dos recursos e capacidades locais.
Estes 36 projectos organizam-se em torno dos seguintes quatro grandes «Domínios Estratégicos de Intervenção»:

1. «Diversificação e Desenvolvimento Empresarial» - Reforçar a base institucional de apoio ao desenvolvimento empresarial; criar e qualificar os espaços de localização de empresas; promover os mecanismos de educação e formação profissional adequados; criar condições institucionais e financeiras para a dinamização socioeconómica da sub-região mineira do Baixo Alentejo.

2. «Desenvolvimento Rural» - Revitalizar e desenvolver as actividades agrícolas como suporte do mundo rural, utilizar e ordenar o espaço rural em função do seu potencial, promover a gestão integrada dos recursos endógenos tendo em conta o seu aproveitamento económico e social:; melhorar a acessibilidade e infra-estruturação do meio rural

3. «Desenvolvimento do Regadio e da Agro-Indústria» - Consolidar e desenvolver o sector agro-industrial; criar e manter as condições de competitividade das horto-industrias, hortícolas e horto-frutícolas; reforçar e desenvolver o associativismo agrícola.

4. «Ambiente Urbano e Desenvolvimento Social» - Promover a qualificação urbana e ambiental da vila e da sua envolvente; valorizar o património histórico e cultural; promover a dinamização sociocultural no concelho; reforçar as relações com o Alentejo Litoral e Interior.

Actualizado em (Segunda, 17 Janeiro 2011 12:16)

 
Contador Visitas
mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje263
mod_vvisit_counterOntem577
mod_vvisit_counterEsta Semana3996
mod_vvisit_counterEste Mês11591

Hoje: Dez 16, 2017
Temos 61 visitantes em linha